Fisioterapia Respiratória – Descubra seus benefícios

A poluição é um dos grandes males da sociedade atual. Poluição atmosférica, poluição advinda dos automóveis, cigarros, indústrias, usinas etc. Tudo isso contribui para a piora do nosso sistema respiratório.

O ar, que antigamente podíamos ter a plena confiança na sua pureza, agora é carregado de toxinas e vetores de doenças respiratórias. Doenças tais como bronquite, tuberculose e pneumonia são apenas algumas das que são mais comumente adquiridas pelo homem do século XXI.

No entanto, atualmente existem profissionais que estão cada vez mais atentos a esse problema. São os fisioterapeutas respiratórios. Eles estão procurando novas formas para melhorar a qualidade de vida daqueles que sofrem com problemas respiratórios.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

O que é fisioterapia respiratória?

A fisioterapia respiratória é um tratamento que usa técnicas, estratégia e avaliação e não-invasivas visando a melhoria do transporte de oxigênio no corpo. Sendo assim, é uma ótima forma de reverter, prevenir ou minimizar disfunções respiratórias dando mais qualidade de vida aos pacientes.

A ação do fisioterapeuta se dá – baseado por exames prévios – em pessoas com algum problema cardiorrespiratório ou com algum risco de desenvolvimento. O profissional procura, principalmente, por obstruções nas vias respiratórias retirando os obstáculos com o objetivo de liberar as vias respiratórias do paciente visando a melhor passagem do oxigênio.

Como é o tratamento da fisioterapia respiratória?

O fisioterapeuta pode atuar de diversas formas, mas geralmente utiliza técnicas manuais e/ou instrumentais além de aparelhos específicos. Ambos visando a retirada de obstáculos que prejudiquem as vias respiratórias, como dito anteriormente.

Além disso, o fisioterapeuta respiratório também dá suporte ventilatório em períodos de crise, previne-as, educa o paciente e ainda pode auxiliar em uma melhoria da capacidade física. A prevenção de problemas respiratórios devido a obstáculos na passagem do ar é outra função importante.

Por fim, exercícios também acabam sendo muito comuns no tratamento. Eles visam a melhoria da condição respiratória visto que estimulam o movimento dos músculos ventiladores do sistemas respiratório. Os exercícios também servem para os pacientes que estejam na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e precisam desse estímulo porque necessitam de aparelhos para respirar.

foto: divulgação

foto: divulgação

Quem pode fazer fisioterapia respiratória?

A fisioterapia respiratória não é invasiva e pode ser feita em qualquer pessoa, sendo um dos serviços de saúde mais procurados hoje em dia. Ela é raramente disponibilizada pelo serviço público de saúde – embora seja encontrada nas emergências dos hospitais -, mas facilmente encontrada em casas de saúde ou centros de fisioterapia.

Mesmo podendo ser feita por qualquer pessoa, a fisioterapia respiratória é mais recomendada a aqueles que tenham um problema. Sendo assim, a maior parte desse tipo de tratamento é feito em grupos específicos como crianças ou idosos.

Para as crianças é, obviamente, a fisioterapia respiratória pediátrica. Geralmente para aqueles que sofrem com doenças como pneumonia, bronquite ou broncopneumonia. Para os idosos há a fisioterapia respiratória geriátrica, voltada para doenças que os acometem.

No entanto, como dito anteriormente, qualquer pessoa pode fazer a fisioterapia respiratória por diversos motivos. Caso o paciente queira uma melhor respiração ou capacidade física, isso é algo que pode funcionar muito bem visto que pode-se buscar a ampliação da capacidade respiratória.

Recomendados para você:

(Visited 71 times, 1 visits today)

Comente (será moderado)

*