Perigos do aborto

Infelizmente, no Brasil, existem absurdos índices de mulheres que morrem em clínicas clandestinas, por ano, realizando abortos fora da lei. É muito importante a conscientização disso por parte do governo e da população, e saber dos riscos é fundamental.

Perigos do aborto

Perigos do aborto. Imagem:divulgação

O aborto ocorre dentro da lei apenas em casos de estupro, abuso sexual ou quando a gravidez põe em risco a vida da mulher. Outro caso pelo qual ele é legalizado é quando o feto possui anencefalia, e isso fica a critério da mulher.

Conhecendo o aborto e seus riscos!

Hoje vamos trazer uma série de perigos e riscos para a vida da mulher causados pelo aborto. É de extrema importância se informar sobre essas situações e os dados de mulheres que morrem praticando o aborto ilegal, confira abaixo!

Acesse e saiba mais informações: Aborto caseiro: Riscos

O que é o aborto?

Aborto é o nome dado à prática da interrupção da gravidez antes do tempo, que faz com que o feto seja removido do útero antes de sua completa formação e do tempo ideal para vir ao mundo.

Perigos do aborto

Perigos do aborto. Imagem:divulgação

Não existe, aqui, o intuito de questionar a singularidade e opiniões de cada pessoa, pois essa prática envolve muitos valores e condutas, e isso é algo extremamente pessoal. É importante se informar sobre o aborto porque, mesmo não sendo legalizado, ele continua acontecendo e matando milhares de mulheres, por ano, ao redor do mundo inteiro!

Depressão pós-aborto!

Infelizmente, à grande maioria das mulheres desenvolvem depressão após realizar o aborto, e nós explicamos porque: quando à mulher é submetida à esse processo ilegal, ela não possui nenhum apoio e acompanhamento psicológico profissional, o que é fundamental nesses casos. Isso faz com que a sensação de culpa, vergonha, humilhação, ansiedade e muitas outras afetem a maioria das mulheres. Essa depressão pode durar algum tempo ou muitos anos, e o acompanhamento psicológico é fundamental.

Acesse e saiba mais informações: Como Curar a Depressão

Outros riscos do aborto

O aborto clandestino e ilegal pode causar diversos perigos para a saúde da mulher e, infelizmente, matando muitas delas diariamente no nosso país e no mundo inteiro.

Perigos do aborto

Perigos do aborto. Imagem:divulgação

Conheça alguns perigos do aborto:

* A perfuração do útero é muito comum, pois como o aborto é feito de forma ilegal e geralmente sem a assistência necessária, muitos erros são cometidos nas clínicas clandestinas;

* Tétano é um perigo muito comum, pois os instrumentos utilizados não são descartáveis, são cortantes e, muitas vezes, contaminados por outros procedimentos;

* Disfunção sexual, causando falta de prazer nas mulheres submetidas ao procedimento, dor durante o ato;

* Um perigo muito recorrente é a esterilidade, causada pelos danos e machucados no aparelho reprodutor das mulheres;

Algumas mulheres ainda sofrem de diversos tipos de inflamação, febre, perfuração de outros órgãos e MUITAS acabam morrendo no processo.

Acesse e saiba mais informações: 9 Atitutes que Causam Corrimento Vaginal

Os problemas psicológicos

Além de todos os problemas citados anteriormente e a depressão, às mulheres sofrem de muitos outros distúrbios psicológicos.

Um muito recorrente é a síndrome do aborto, que causa MUITOS transtornos psicológicos em mulheres que executam um aborto, e as que sobrevivem, às vezes levam marcas para o resto de suas vidas. Os problemas podem ser:

* Constante sensação de culpa pelo ato;

* Arrependimento;

* Crises existenciais com muita frequência;

* Isolamento;

* Sensação de ódio por si mesma e por todos ao redor;

* Pesadelos com o acontecimento;

* Abuso de drogas;

* E mais!

Algumas mulheres, com vergonha, arrependimento e todos os problemas citados anteriormente, acabam cometendo suicídio por não conseguir dividir o peso do problema com outras pessoas!

Estatísticas de aborto no Brasil

O Brasil ainda é um país muito pouco desenvolvido na educação, isso faz com que educação sexual esteja em último na listra de prioridades. Muitas pessoas, principalmente periféricas, não possuem tanta acessibilidade as informações e métodos contraceptivos.

Acaba que esses fatores influenciam em gravidez frequentes em famílias desestruturadas, o que aumenta significativamente a estatística de aborto por ano. Os últimos dados registrados são que ocorrem mais de um milhão e meio de aborto, só no Brasil, anualmente!

Recomendados para você: